Pular para o conteúdo

A representação política dentro das universidades

Rômulo Rosa

Publicada 11/12/2013

Não é de hoje que nas universidades e escolas surgem movimentos políticos de expressão. Um exemplo é a União Nacional dos Estudantes, UNE.Ela foi fundada por ocasião do I Congresso Nacional de Estudantes, no Distrito Federal, em agosto de 1937, tendo sido oficializada em dezembro de 1938. Nas décadas seguintes, participou das grandes campanhas nacionais como “o petróleo é nosso”, a gratuidade do ensino, a defesa da escola pública e a reforma universitária, sendo essa última sua principal bandeira de luta nos anos de 1960.

Patricia Duarte, militante da ANEL e Laiz Perut, membro do DCE da UFJF e UNE.

Patricia Duarte, militante da ANEL e Laiz Perut, membro do DCE da UFJF e UNE.

Depois das manifestações de Julho, a conscientização  política de cada brasileiro  começaram a ressurgir principalmente entre os jovens.Agora não  é só mais os movimentos que já eram acostumados  a se expressar politicamente que estavam manifestado, boa parte a população já  começa a fazer isso.

Dentro das universidades desde  sempre teve seu núcleo de representações políticas, principalmente nos diretórios acadêmicos e centrais.Dentro dos tais são decididos medidas que interferem no ambiente acadêmico.Estes locais de discussões e praticas políticas acabam sendo pontos de iniciação na carreira política  de diversos jovens. Como foi o caso de prefeito de Juiz de Fora, Bruno Siqueira que inciou politicamente no diretório acadêmico de Engenharia Civil da UFJF. Sem  contar em outros políticos  que se iniciaram em movimentos estudantis, como a presidente do Brasil, Dilma Rousseff

Nas últimas semanas na Universidade Federal de Juiz de Fora, UFJF, ocorreu diversos problemas relacionados ao Restaurante Universitário, RU.Houve uma suspeita de que a empresa que administra o restaurante teria servido carne estragada. Devido a esta suspeita o DCE e a a Aliança Nacional dos Estudantes Livres, ANEL, promoveram ontem, 10 uma manifestação no Restaurante Universitário, para a quebra do contrato com a Denjund, empresa que administra o RU.Em protesto nem um ticket foi vendido, geralmente o preço dele é R$1,40.

A militante da ANEL, Patricia  Duarte fala sobre a representação política dentro da universidade neste vídeo.

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: