Skip to content

Espaços de representação são bases de uma sociedade democrática

por Paulo César Rosa

Os espaços de representações funcionam, na nossa democracia representativa, como um ponto de referência para aqueles que querem lutar pelos seus direitos. Os protestos que estão ocorrendo por todo o Brasil (#vemprarua – confira aqui sobre os protestos em Juiz de Fora) e levando milhares de pessoas às ruas, por exemplo, abrem os olhos da população para a eficácia desses espaços.

Uma relação de representação é estabelecida pelos gestores de espaços com seu público-alvo.  Para o cientista político, Vinícius Werneck, a coerência da representação está em muitos espaços da sociedade, não apenas, por exemplo, nas tradicionais Câmaras de Vereadores ou Deputados. Diretórios Acadêmicos (DA), Condomínios e Associações Pró-Melhoramentos (APM) dos Bairros, são apenas alguns dos espaços menos tradicionais de representação política, “que, além de servirem às suas funções originais, são como pequenos exercícios cotidianos de democracia representativa”, afirmou Vinícius. Ainda de acordo com o cientista político, o conceito e a prática da representação política são respostas para a necessidade de construção do bem comum e de depuração da vontade coletiva. Para estabelecer essa homogenia o vice-presidente do Diretório Acadêmico Wladimir Herzog (Dawh), Kaio Lara, explicou que o DA da Faculdade de Comunicação da UFJF está junto ao Diretório Central dos Estudantes (DCE) participando do Conselho de CAs e Das (Concada), entre outras pautas que surgem de acordo com a necessidade dos estudantes de comunicação. “Nós votamos no que trará benefícios ao estudante da Facom”, afirmou Kaio.

Muito expressiva em algumas comunidades, as Associações Pró-Melhoramentos do bairro são instituições organizadas, cujo os representantes, que são escolhidos, normalmente, por eleições, lutam, ou deveriam, por soluções e reivindicações dos moradores para que o bairro evolua.  O vice-presidente da APM do bairro Dom Bosco, Francisco de Souza Pereira, contou que os moradores reivindicam benefícios para o bairro e os representantes da Associação vão até ao órgão responsável para solicitar realização de serviços cabíveis. Uma luta constante da APM do Dom Bosco é contra o problema do transporte público, que, de acordo com os moradores, não possuem horários adequados e não passam em muitas ruas da comunidade.

IMG_6187

DAWH na recepção aos calouro (foto divulgação).

A organização dos espaços de representação varia de acordo com as necessidades. O vice-presidente do Dawh, Kaio Lara, destacou que o bom relacionamento com as entidades superiores são fundamentais nos trabalhos do DA. “O diálogo e o Qualquer cobrança, pedido ou esclarecimento é feito por meio de carta acompanhada por uma abordagem pessoal”, ressaltou Kaio.

O cientista político, Vinícius Werneck, conclui que esses espaços de representação, que estão espalhados pela sociedade, são essenciais, a base, para que o cidadão posa formular suas preferências e divulgá-las. “São dois pontos fundamentais da democracia”, afirmou Vinícius.

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: