Skip to content

Gripe: uma doença que pode matar

Marcela Cavalari

Postado em 05/08/2013

A médica, Sônia Rodrigues, enfatiza a importância da vacinação contra a gripe

É chegar o inverno para aumentar os casos de gripe. Locais com janelas fechadas e aglomerações de pessoas são condições ideais para o vírus se espalhar.  Dados divulgados recentemente pela Secretaria de Estado de Saúde apontam 81 mortes causadas pelo vírus influenza em Minas Gerais.

De acordo com a médica do Departamento de Vigilância Epidemiológica e Ambiental da Secretaria de Saúde de Juiz de Fora, Sônia Rodrigues, foram registrados três casos na cidade. Um de Influenza B e dois de Influenza A, sendo que um dos pacientes foi a óbito.

A médica afirma que a situação não é alarmante, mas é preciso cuidado e atenção diários. “Os casos ocorrem mesmo todos os anos no país inteiro. O que acontece é que as pessoas não acham que gripe mata”.

Foi preciso um susto para Luiz Paulo Lopes de Araújo,72, levar a vacinação mais a sério. O aposentado participava das campanhas vezes sim e outras, não. Até que, no ano passado, ele não tomou a vacina e teve pneumonia. “Melhorei, graças a Deus. Esse ano, quando abriram o posto de saúde, eu era o primeiro na fila”.

Já a aposentada Wilma de Souza Silva tem 69 anos e nunca se vacinou. Ela conta que ficou com medo, pois tem uma amiga que se vale dessa forma de prevenção e todo ano fica doente.  Já ela, raramente gripa, e não quer “mexer no time que está ganhando”. Não há com o que se preocupar quanto a esse argumento. Sônia Rodrigues garante que a vacina não causa a doença:

Apesar de ainda existir receio, Sônia afirma que a maior parte da população participa das campanhas. Elas acontecem todo ano geralmente entre o fim de abril e início de maio. As vacinas são oferecidas ao grupo prioritário até acabar o estoque.

Confira as dicas de cuidados diários:

Você sabe diferenciar gripe de resfriado?

As duas doenças são virais, só que causadas por agentes infecciosos diferentes. Os vírus responsáveis pelo resfriado são, no geral, o Rinovírus e Adenovírus.  Estes levam o paciente a um quadro mais leve com coriza, espirro e congestão nasal. Para eliminá-los, o corpo se obriga a produzir muco.

Já a gripe é sempre causada pelo Influenza e apresenta sintomas mais fortes como febre, calafrio e mal-estar.  Nesse caso, o sistema imunológico responde recrutando anticorpos, o que causa uma reação inflamatória.  Além disso, o quadro pode se agravar.

Só existe vacina contra a gripe. Ela deve ser tomada anualmente, pois o vírus se modifica frequentemente. Caso a pessoa já esteja resfriada ou gripada, o indicado é ficar de repouso e manter boa alimentação, além de cultivar hábitos higiênicos para evitar a contaminação de outras pessoas.

Fonte: Médica Sônia Rodrigues e  Guiame.

Anúncios
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: