Skip to content

Do analógico ao digital

A fotografia passou por diversos momentos ao longo dos 55 anos do curso de Jornalismo na UFJF

Repórter: Valéria Fabri

Postada em: 18/09/2014

Atualizada às: 20:55

 

Câmera analógica da Facom

Câmera analógica da Facom

Dos rolos de filme aos cartões de memória são muitas histórias para contar. As faculdades de jornalismo viram passar a fotografia analógica e a chegada da era digital. Na UFJF não foi diferente, até hoje o laboratório conta com um aparato de revelação analógica e câmeras digitais mais modernas.

Veja aqui uma breve história da fotografia.

Na faculdade há vinte e um anos, o técnico Jesualdo Castro viveu diversas fases da fotografia e precisou aprender a lidar com as mudanças em seu trabalho. “Quando eu entrei era analógico, no início do digital eu fui aprendendo junto com os alunos”. Saudosista, mas conformado que a era analógica já passou, ele comenta “O analógico já passou, o digital facilita muito o trabalho. Facilita para os alunos usarem no Jornal de Estudos, por exemplo, porque é o mesmo meio”.18062014-DSC_0623

A paixão pela fotografia permanece na FACOM, a estudante Stess Panissi entrou na faculdade em 2012 e começou a fotografar cerca de um ano depois.  Apaixonada por fotografia, a estudante também trabalha com fotojornalismo dentro da faculdade, na Agência Experimental de Fotojornalismo – ISO 400, coordenada pelo professor Jorge Felz.

stess editadaPara Stess o ensino de fotojornalismo dentro da Facom é importante mesmo para quem não quer seguir carreira na área “é importante entender o poder da imagem dentro de uma matéria. E tem gente que não se interessa pelo assunto porque não conhece. Quanto mais o fotojornalismo for mostrado, mais chances de novos fotojornalistas nascerem por aí”.

A estudante considerou importante ver o processo de revelação analógica “Foi tudo bem diferente, acho que estou muito acostumada com as facilidade do digital. Apesar do trabalho, é muito interessante ver a foto se formando ali na sua frente. O que dá um pouco de agonia é não poder ver a foto na tela imediatamente depois de ter tirado, você tem que esperar pra ver se acertou ou não”.

Existem alguns projetos fotográficos na faculdade.

Hoje ainda é muito discutida a transição da fotografia analógica para a digital.

A fotografia digital é a maneira mais usada pelos fotógrafos hoje em dia, mas as câmeras analógicas ainda tem seu espaço entre alguns profissionais, mesmo que hoje seja apenas um hobby.

O JF Hipermídia já falou sobre fotografia em Juiz de Fora. Veja aqui a reportagem e algumas dicas para fotógrafos iniciantes.

 

 

Anúncios
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: