Skip to content

É jogo, é festa!

Em época de Copa do Mundo os donos dos estabelecimentos utilizam de todas as ferramentas para lucrarem com o Mundial. Até mesmo as casas noturnas entraram nessa onda e lançam mão do horário de funcionamento abrindo a casa mais cedo para exibir os jogos do Brasil.

Alexandre Piau, promotor de eventos de uma casa noturna de Juiz de Fora, explica que foi feita uma produção para a exibição da Copa. “Nós fizemos uma estrutura somente pra Copa, com três telões, camisas pra torcer e banda depois dos shows”, comenta.

Alexandre Piau no jogo do Brasil x Camarões na Mansão (Foto: Mansão JF)

Alexandre Piau no jogo do Brasil x Camarões na Mansão (Foto: Mansão JF)

Mas essa ideia não surgiu agora, segundo Piau eles começaram a pensar nisso logo no início do ano “Isso tudo foi definido bem antes da copa em reuniões que foi definida toda essa programação direcionada pra Copa”.

Rodrigo Pires é músico da banda Alquimia do Samba que toca frequentemente nessa casa noturna e também se apresentar nas exibições dos jogos. Para ele “Assistir ao jogo na Mansão foi uma experiência diferente, um ambiente que estou acostumado a frequentar no período noturno, também se mostrou aconchegante e bastante divertido durante o dia”.

Rodrigo Pires com o Grupo Alquimia do Samba no jogo Brasil x Camarões na Mansão (Foto: Mansão JF)

Rodrigo Pires com o Grupo Alquimia do Samba no jogo Brasil x Camarões na Mansão (Foto: Mansão JF)

A programação para os dias de jogos, segundo Rodrigo, é “exatamente após o apito final do juiz, o show de pagode começava e se intercalava com um DJ da casa também”.

Rodrigo, que além de tocar nos dias de jogos também se apresenta nas noites de Juiz de Fora fala da diferença do público em eventos como esse “O que eu pude observar em relação aos shows que rolam em dias normais da casa, é que o jogo em si e a atuação da seleção brasileira influencia e muito no animo da galera! Ainda não tocamos após a eliminação da seleção brasileira, e nem quero tocar”, diz rindo.

A estudante Monique Martins foi a outra casa noturna assistis aos jogos e também gostou muito dessa nova programação. “Assistir os jogos na Privilege foi bom porque eles se prepararam para o evento, então tinham várias televisões, telão, cadeiras e também venderam camisa personalizada para a Copa”.

Monique e sua amiga no jogo Brasil x Camarões na Privilege (Foto: Privilege)

Monique e sua amiga no jogo Brasil x Camarões na Privilege (Foto: Privilege)

Mas destaca um ponto negativo em relação a outras estabelecimentos “Lá é pequeno se comparado com o positivo, tem que ir até o bar compras as bebidas. Não é como em bares, que alguém vem até sua mesa, ou em casa, que já está tudo em lugares próximos”.

Em relação ao custo benefício, Monique achou que valeu a pena “Não pagamos a entrada porque ganhamos VIP de um amigo meu que trabalha lá e durante o jogo tinha duble de cerveja, então não chegou a ficar tão caro quanto uma noite de balada comum”.

Nas duas casas noturnas o público variou em 140 a 200 pessoas, público muito inferior em relação aos eventos noturnos. Mesmo com uma programação inovadora e em um horário diferente do tradicional, Alexandre Piau destaca que a única vantagem desse evento é a fidelização do cliente “estamos recebendo algumas crianças que vão assistir aos jogos e na noite não poderiam entrar na casa, mas o público em geral tem sido o mesmo que frequenta nossa casa normalmente”.

 

Confira as fotos dos jogos nas casas noturnas:

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: