Skip to content

Realizada a primeira reunião pública da Comissão da Verdade em Juiz de Fora

Repórter: Jéssica Ribeiro Postado em: 02/07/2014

Aconteceu na última quinta feira, dia 26, a primeira reunião pública da Comissão da Verdade em Juiz de Fora. A data também foi marcada por celebrar o Dia internacional em apoio às vítimas de tortura, criado pela Organização das Nações Unidas (ONU), e o Dia Municipal de Prevenção e Enfrentamento à Violência.

Durante a reunião foi feita uma homenagem aos juiz-foranos que lutaram contra a repressão no período da Ditadura Civil Militar e também foi divulgada a criação de um meio de comunicação para a comissão resgatar histórias esquecidas de pessoas que fizeram parte do período que marcaram a época na cidade.

Membros da comissão assinam parceria com a UFJF. Foto: Carol Marino

Membros da comissão assinam parceria com a UFJF. Foto: Carol Marino

Foi disponibilizado o e-mail, a página Comissão Municipal da Verdade, no Facebook, o site, e o telefone: 0800-970-0707, para que a população entre em contato com o intuito de ter alguma informação, alguma história, algum relato que possa contribuir.

De acordo com a assessoria da Câmara Municipal, a Universidade Federal de Juiz de Fora, UFJF, também irá disponibilizar professores, pesquisadores e alunos para atuarem diretamente nas investigações.

Membros da Comissão Municipal da Verdade. Foto: Assessoria da Câmara Municipal

Membros da Comissão Municipal da Verdade. Foto: Assessoria da Câmara Municipal

Para a historiadora e mestranda Mariana de Oliveira, que compareceu à reunião, o acontecimento é um marco muito importante para a cidade: “Espero que tudo aconteça como planejado. Eu trabalho com leitura de documentos antigos e para mim, como historiadora e brasileira, será incrível poder contribuir para ajudar a limpar e tentar recuperar um pouco de fatos desconhecidos de um período tão obcuro da nossa história.”

Um dos membros da Comissão, até a última reunião, era o vereador Roberto Cupolillo. Por conta de sua candidatura para Deputado Estadual, a partir do início desse mês, quem assume o seu lugar na Comissão Municipal da Verdade é o vereador Jucelio Maria, que já há um tempo vem realizando trabalhos na Prefeitura relacionados à Ditadura. Confira abaixo a entrevista com o vereador Jucelio:

A comissão da verdade em Juiz de Fora e no Brasil

Foi implantada no dia 2 de abril, em Juiz de Fora a Comissão Municipal da Verdade. No Brasil, a Comissão Nacional da Verdade foi criada em 2012 com o objetivo de investigar violações dos direitos humanos consideradas graves, ocorridas entre 1946 e 1988 no Brasil. Também em 2012 foi criada a Comissão Municipal da Verdade em Juiz de Fora, mas como era ano de eleição, sua instalação não chegou a acontecer.

Na cidade, a Comissão tem o intuito de trabalhar com a recepção de depoimentos e denúncias de crimes contra os direitos humanos que tenham acontecido durante o regime militar. Essas informações serão repassadas à Comissão Nacional, com o objetivo de colaborar com as investigações em âmbito nacional.

Os membros que compõem a Comissão da Verdade em Juiz Fora são sete ao todo, dentre eles está o Secretário Municipal de Desenvolvimento Social, Flávio Cheker, um dos autores do projeto de lei da comissão. Representando a Câmara Municipal, até o início de julho era o vereador  Betão, e atualmente quem assume é o vereador Jucelio Maria. A professora e advogada Cristina Maria Couto representa a OAB, Ordem dos Advogados do Brasil. A Comissão conta ainda com o historiador Antônio Duarte Lacerda; com os jornalistas Wilson Cid e Fernanda Sanglard, e com a professora e cientista política, Helena da Motta Sales. 

Vereador Betão durante a reunião da Comissão. Foto: Carol Marino

Vereador Betão durante a reunião da Comissão. Foto: Carol Marino

A Comissão da Verdade foi criada recentemente, mas não foi a primeira iniciativa a tentar reparar e investigar os crimes cometidos durante a ditadura. Em 1979, no fim da Ditadura Militar, foi criada a Lei da Anistia. Para saber mais sobre essa Lei, clique aqui.

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: