Skip to content

Galerias de arte: quem frequenta em Juiz de Fora?

Publicada por Augusto Nogueira, 07 de abril de 2014

Este slideshow necessita de JavaScript.

Juiz de Fora é uma cidade bastante cultural. Ela ainda não foge à regra nacional, em que a cultura não é valorizada como deveria, mas temos bons espaços e boas movimentações artísticas na cidade. Música e teatro são duas manifestações artísticas que detém uma atenção considerável dos apreciadores de arte. As artes plásticas e expositivas têm o seu espaço. Entre os principais locais que organizam exposições e tem galerias de arte, podemos destacar o Museu de Arte Murilo Mendes (MAMM), o Centro Cultural Bernardo Mascarenhas (CCBM), o Centro Cultural Pró-Música, o Fórum da Cultura e a Associação de Belas Artes Antônio Parreiras.

A Abaap, como é chamada, é uma das escolas de artes plásticas mais importantes da cidade. Ela completa 80 anos de existência com uma exposição na Galeria de Arte do Fórum da Cultura (Rua Santo Antônio,1112). A inauguração da mostra foi na última quinta-feira, dia 03 de abril. Chamada “Figuras e retratos”, a exposição reúne 15 pinturas, gravuras e desenhos feitos em técnicas diversas: pintura a óleo, nanquim, grafite. Os autores das obras são mestres e alunos da Abap, que deixaram sua marca na história da Associação. Entre as obras está o quadro “Retrato de Noeby Turatti” (1943), de Wanda Turatti, primeira artista da Abap. Outras obras de destaque são “Retrato de Antônio Parreiras”, de Dario Silva, “Mulher do povo com criança”, de Guimarães Vieira e “Mario de Andrade no bananal”, de Rachel Gouvêa.

A exposição funciona de segunda a sexta, das 14h às 18h, até 17 de abril. Nós fomos ao Fórum da Cultura no dia da abertura da exposição para questionar: quem é o público da Galeria de Arte do Fórum da Cultura e da Abap?

Confira no vídeo a resposta e entenda quem em Juiz de Fora movimenta estes espaços:

Segundo o vice-presidente do Pró-Música Júlio César de Sousa Santos, a galeria de arte do centro cultural  é uma das mais tradicionais da cidade, inaugurada na década de 1970,  e é muito movimentada. Seu público é constituído principalmente pelos frequentadores do teatro, que está em funcionamento cerca de 20 dias por mês. O teatro possui 500 lugares , o que serve de margem para pensar em um volume de público grande.

Ainda segundo Júlio César, Juiz de Fora não é uma cidade com um público tão grande assim nas galerias, mas o Pró-Música, pela tradição, recebe frequentadores tradicionais e habituados ao consumo de arte, mas especificamente, das artes plásticas. Além destes, a galeria é movimentada pelos frequentadores do teatro. Não há projetos de incentivo ao uso da galeria, já que a instituição não percebe essa demanda. A produção artística para ser exposta na galeria do Pró-Música é obtida através de editais públicos recorrentes.

A variedade e o impulso dado por outras artes é o que dita o público das galerias de Juiz de Fora. Isso é confirmado pela assessoria da CCBM, que reafirma o público diversificado, que varia conforme o tipo ou tema das exposições. O CCBM é um espaço da Prefeitura e sempre bastante visado por escolas. Muitas turmas fazem visitações ao Centro, sempre agendadas para que não haja coincidência de horários e lotação excessiva, além de que o agendamento permite a organização de visitas guiadas. Outros artes, como o teatro, colaboram para o movimento na galeria do CCBM aumentar.

 

 

Anúncios
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: