Skip to content

Estacionar carros no centro de Juiz de Fora mexe no bolso dos JuizForanos

Por Luana Alencar

15/01

DSCN0676

Preço de estacionamento em Juiz de Fora

Além das taxas de IPVA, manutenção e outras despesas com veículos, o estacionamento foi o item, relacionado a carros, que mais cresceu no ano passado, sendo mais caro que a gasolina (6,53%) e peças automotoras (4,09%). É o que mostra a pesquisa divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), na última sexta-feira (10). De acordo com o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), o preço dos estacionamentos chegou a subir 13,75% em 2013.

Em Juiz de Fora não é diferente. No final do ano passado, os estacionamentos estavam 50% mais caros, no centro da cidade, em relação ao mesmo período de 2012. No entanto, o estacionamento, muitas vezes, é a única alternativa para quem possui veículos. Marcelo Borges Ferreira vende churros na rua Sampaio, no centro. Todos os dias perde tempo tentando encontrar uma vaga para estacionar no centro da cidade. Estacionamento? “O preço é um absurdo”, afirma.

Sem vagas para estacionar na cidade

Geraldo Fernandes, economiário federal, se nega a pagar estacionamento. “Saio procurando vaga onde tiver. Às vezes fica distante do lugar onde eu gostaria de estar, mas tenho que estacionar”

O JF hipermídia conversou com o especialista em mobilidade urbana José Luiz Britto para saber quais são as melhores alternativas para quem não quer pagar estacionamento e precisa se locomover pela cidade.

Outras opções de transporte 

“Choveu não tem taxi”. Essa é a frase dita por grande parte dos JuizForanos em dias de chuva, na cidade. Geraldo Fernandes, conta que já chegou a esperar uma hora por um táxi. “Você dá sinal eles não param, às vezes já tem passageiros, é horrivel”, desabafa.

DSCN0689

Táxis em horário de pico, na cidade

Outros afirmam que há táxis o suficiente, o que atrapalha é o trânsito nos dias de chuva. Assista:

Transporte em Juiz de Fora 

Com o aumento da população, consequentemente há um aumento na frota de automóveis. A cidade não consegue comportar essa quantidade de veículos nas vias do município, afirma José Luiz Britto, especialista em mobilidade urbana.

De acordo com ele a alta no preço dos estacionamentos é uma boa estratégia para incentivar os JuizForanos a utilizarem transporte público. “Nós estamos na contramão do mundo. No resto do mundo usa-se cada vez mais o automóvel”. José Luiz explica que nos países desenvolvidos o transporte mais usado é o público.

Porém, o sistema de transporte em Juiz de Fora ainda não é o ideal. José Luiz acredita que o transporte público na cidade vai começar a melhorar, pois há projetos para um novo modelo de transporte, em Juiz de Fora, comenta.

Atualmente, só há ônibus como opção de transporte público na cidade, os pontos ficam lotados e quando chove a situação fica ainda pior. A solução, de acordo com José Luiz, seria criar outras modalidades de transporte publico como o BRT (Bus Rapid Transit) que em português quer dizer Transporte Rápido por Ônibus. Juntamente com isso, ele afirma que os terminais de transbordo seriam outra opção para desafogar o trânsito e diminuir a frota de carros.

Ouça na íntegra a fala de José Luiz Britto, especialista em mobilidade urbana, sobre as melhorias ideais no transporte público em Juiz de Fora.

Fomos às ruas saber se as pessoas têm dificuldade em estacionar. Assista:

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: