Skip to content

Época do ano é de alerta para os sintomas da dengue

Renan Vieira

Publicado em 13/01/2014

Fim das chuvas e forte calor deve facilitar a proliferação do mosquito da dengue, por isso, população deve ficar atenta para os sintomas da doença

dengue01

Aedes Aegypti (Fonte: Portal do Professor)

A chuva deu uma trégua nas últimas semanas em Juiz de Fora e os dias ficaram mais quentes. O problema é que a água acumulada, somada ao calor, proporcionam as condições ideias para o desenvolvimento do mosquito da dengue.

A dengue é uma doença infecciosa causada por um vírus transmitido para o homem através do mosquito Aedes Aegypti. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a doença é considerada um dos principais problemas de saúde pública do mundo.

Quem já foi infectado pelo mosquito sabe o tamanho do problema. A estudante Samara Patrocínio teve dengue em 2011 e considera a dor no corpo e febre alta como os piores sintomas. “Não dá vontade de fazer nada, só de ficar na cama. A febre vai embora e aparece de uma hora pra outra e o corpo fica muito dolorido. A sensação é péssima”, afirma.

Além de dor no corpo e febre, outros sintomas são característicos da dengue. O clínico geral, Rafael Noto, explica que o vírus pode se apresentar de formas diferentes, mas que em geral, os sintomas são dor atrás dos olhos, na cabeça, nos músculos e articulações, e manchas vermelhas na pele. “No caso do aparecimento de dois ou mais desses sintomas, a pessoa deve procurar um atendimento médico o mais rápido possível. Nessa consulta, o médico vai avaliar a melhor opção terapêutica disponível para cada caso”, explica Rafael.

Outro problema da dengue é o tempo para a confirmação dos casos. De acordo com o médico, quando a pessoa que tem os sintomas aparece para receber o atendimento é necessário esperar alguns dias. “O exame confirmatório de dengue deve ser realizado a partir do 6° dia de evolução do quadro clínico. Somente a partir disso que as sorologias específicas podem ser analisadas”, afirma Rafael Noto.

Mais importante do que o atendimento médico é a prevenção da doença. A Secretaria de Saúde da Prefeitura está atuando com o objetivo de diminuir os casos de dengue na cidade. Mônica Pereira, chefe do Departamento de Vigilância Epidemiológica, lembra que cada um precisa fazer a sua parte e chama atenção para que a população deixe que os agentes de zoonoses entrem em suas casas para combater os focos do mosquito. Confira a entrevista abaixo.

Anúncios
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: