Skip to content

Jornais impressos estão perdendo espaço para versões digitais

Tribuna de Minas e Diário Regional, jornais impressos locais, buscam se adaptar às mudanças 

Leonardo Alves, Postado em 14 de abril de 2014

Versões digitais dos impressos ganham espaço no mercado  (Foto: Divulgação)

Versões digitais dos impressos ganham espaço no mercado (Foto: Divulgação)

Em tempos de web 2.0 e ditadura da internet e meios digitais, o jornalismo impresso está ficando cada vez mais obsoleto. Os jornais em versões digitais estão ganhando espaço no mercado. Muito se discute no jornalismo se as novas tecnologias e a internet vão mesmo acabar com os jornais impressos e as opiniões entre os profissionais da imprensa – alguns renomados – são variadas em diversos pontos. Mas a maioria concorda em um determinado ponto: o jornalismo impresso está longe de acabar.

Para o editor geral do Tribuna de Minas, Paulo César Magela o que pode haver é uma mudança da plataforma impressa para a digital, mas os impressos ainda tem seu espaço. “Os jornais impressos continuam sendo os meios mais confiáveis de informação. Os jornais não vão acabar e a migração para o digital é um processo lento”, disse Magela. A editora-chefe do Diário Regional de Juiz de Fora, Jaqueline Dias, acredita no aprofundamento da notícia como carro-chefe de sustenção dos meios impressos atualmente. “Discordo quando dizem que os jornais impressos vão acabar um dia. No rádio e na TV não tem o aprofundamento das reportagens que o impresso trás em suas páginas. Eu acho que não é porque um meio (o digital) surgiu que o outro (o impresso) vai perder seu espaço. Acho que impresso vai ter que se adaptar ao novo formato e também ao público, mas não vai acabar”, afirmou Jaqueline.

O técnico em informática, Gildo Leonel é um que só vê vantagens nos formatos digitais dos jornais. (Foto: Leonardo Alves)

O técnico em informática, Gildo Leonel é um que só vê vantagens nos formatos digitais dos jornais. (Foto: Leonardo Alves)

Mas apesar das discussões, há pessoas que hoje consomem informação única e exclusivamente pelos meios digitais. Esse é o caso do técnico em informática, Gildo de Almeida Leonel que só vê vantagens nas versões digitais dos jornais. “Eu só acesso pelo tablet hoje em dia, tanto pela facilidade de poder acessar os sites e jornais digitais em qualquer lugar e também pelo imediatismo, já que a minha rotina hoje em dia é mais corrida”, disse Gildo, que é assinante da edição digital da Folha de São Paulo.

 

Jornais impressos em Juiz de Fora

Em Juiz de Fora, a queda da venda do jornais impressos foi sentida nas bancas da cidade. O proprietário da banca de Jornais do Parque Halfeld, uma das principais da cidade, diz que com o acesso à informação de forma rápida, as vendagens diminíram consideravelmente. “As vendas estão caindo bastante nos últimos anos. Eu que trabalho aqui na banca há 26 anos, percebo que as pessoas estão lendo cada vez menos os impressos. O acesso à informação ficou muito mais fácil e rápido e isso faz com que poucos ainda mantenham o hábito de ler os jornais impressos”, disse Júlio.

A procura pelos impressos nas bancas da cidade diminuiu  (Foto: Leonardo Alves)

A procura pelos impressos nas bancas da cidade diminuiu
(Foto: Leonardo Alves)

Para ele, para que o jornal impresso ainda continue sendo procurado, o incentivo deve partir da família. “Meus clientes mais fiéis, são filhos que hoje já são avós e que os netos vem buscar o jornal para eles. É coisa de tradição de família mesmo”, complementa o proprietário da banca.

Mas será que os juiz-foranos ainda leem jornais impressos hoje em dia? Para saber mais sobre esse tema e sobre o que algumas pessoas acham do fácil acesso à informação. A reportagem foi às ruas para conferir e registrou algumas respostas no vídeo abaixo.

 

Novidades em breve

Os dois principais jornais impressos da cidade – Tribuna de Minas e Diário Regional – já possuem suas páginas na internet, atualizadas constantemente. Mas como todo veículo de comunicação, está buscando sempre melhorar e se adaptar ao formato digital, muito procurado hoje em dia. De acordo com o editor geral da Tribuna de Minas, os leitores podem esperar novidades. “Nós já temos o nosso site, mas teremos algumas novidades em breve no quesito formato digital. A Tribuna não estará parada no tempo”, garantiu Magela.

Jaqueline Dias, editora do Diário Regional também garantiu que o veículo está buscando a adaptação à realidade da informação. “Hoje temos o site, onde conseguimos colocar a versão digital de nosso jornal, bastando apenas o leitor fazer um cadastro no próprio site e estamos estudando meios de incluir novas plataformas de interação com o público. Ainda é algo primário, em fase de estudo. O nosso carro-chefe ainda continua sendo o jornal impresso”, disse Jaqueline.

Anúncios
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: