Skip to content

Revistas de JF: divulgação de trabalhos e discussão de práticas acadêmicas

Nathália Corrêa

Postado em 18/11/2013

revistas

A criação de revistas de cunho científico e educacional é uma tendência para a divulgação de trabalhos acadêmicos. Se há boatos que a mídia impressa virou segunda opção frente à internet, por aqui a aposta ainda continua no papel. A jornalista Márcia Carneiro, explica que para uma revista manter seu conteúdo interessante frente à mídia digital, ela precisa ter boa imagem fotográfica. “UmaComissão Argo imagem fotográfica de uma revista difere de um blog.  Outra coisa é que a revista tem que ter conteúdo, porque na internet as pessoas não querem ler coisas longas, por enquanto, elas preferem ler textos mais longos no material impresso. E essa questão visual com boas fotografias, com gráficos…  ajuda muito”, afirma a jornalista.

No colégio de aplicação João XXIII foi criado no ano passado o projeto da revista Argo. A proposta do projeto surgiu a partir da direção do colégio, idealizado pelos diretores Lacerda e Andréia. Uma comissão editorial foi formada por professoras do próprio João XXIII. A professora Margareth Pereira, membro da Comissão Editorial da revista, conta que o convite foi um desafio. “Foi proposto para nós, criar uma revista dentro do colégio, que não tivesse a finalidade de tornar pública só as práticas do colégio, mas que desse essa oportunidade para as escolas de um modo geral”. Lançada em junho do ano passado, a revista comemora o seu segundo número agora em novembro. Margareth explica no áudio, a importância da Argo para a cidade de Juiz de Fora e os desafios enfrentados para a criação da revista.

Clique na foto abaixo e entenda o significado de Argo, que dá nome a revista do colégio de aplicação João XXIII.

argo2

O público alvo da revista Argo são professores e escolas  do ensino fundamental e médio, do primeiro ao quinto ano e do sexto ao nono da educação básica de escolas públicas e privadas, e também as instituições de ensino de graduação. A distribuição da revista é gratuita.

Outras revistas que circulam no meio acadêmico e pertencem à Ufjf são a revista A3, revista de cunho científico, produzida pela Secretaria de Comunicação (Secom) e a revista Raupi, da faculdade de Arquitetura da universidade. A revista Raupi traz um diferencial, agregando uma linguagem  popular, e ao mesmo tempo, técnica e levando novos conceitos ao leitor. De acordo com o bolsista da revista, Sérgio Nascimento, eles buscam construir um novo conceito de revista de arquitetura aqui para a cidade e para a região. A revista é produzida, diagramada e até as pesquisas são feitas por bolsistas da universidade, dos cursos de arquitetura, designer e jornalismo. A primeira edição da revista já foi concluída e a previsão para o lançamento é em fevereiro ou março de 2014. Sérgio conta como é a experiência dele como bolsista e a importância da Raupi para o mercado. Confira no áudio abaixo.

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: