Skip to content

Banzai! Valores e cultura japonesa atraem admiradores em terras brasileiras

por Victor Carneiro

No dia 18 de junho de 1908, o navio Kasato Maru trouxe ao país os primeiros imigrantes japoneses.

No dia 18 de junho de 1908, o navio Kasato Maru trouxe ao país os primeiros imigrantes japoneses.

Várias e diferentes culturas foram essenciais na formação do Brasil como um povo, uma nação. No dia 18 de junho de 1908, o navio Kasato Maru trouxe ao país os primeiros imigrantes japoneses. Da chegada ao porto de Santos até hoje _além da grande descendência_ a presença do Japão no Brasil é visível através da inserção de alguns costumes e preocupações na sociedade, na culinária, e na cultura- que atinge até quem nunca teve contato direto com alguém “de olhos puxados”.

“A fascinação pela cultura japonesa se dá, acredito que em grande parte, por causa do modo em que o japonês vê o mundo. Os ocidentais enxergam cada indivíduo como um ser independente e responsável pelas suas ações. Já o japonês, o oriental,  vê o coletivo. O grupo sendo forte, todos serão fortes”, aposta o aposentado Manoel Hitaro.

Filho de imigrantes, Manoel mora em Muriaé – MG há 30 anos, e, por não ter colônia japonesa em sua cidade, tenta manter a cultura de seus antepassados viva na família. ”Alguns costumes aqui de casa causam estranheza nos ‘agregados’ de início, mas no final, genros, noras, e convidados observam os valores e passam a respeitar e gostar mais da nossa família”, relata Hitaro.

O sucesso da franquia Pokemon, da empresa Nintendo, é um exemplo da popularidade da cultura japonesa no mundo ocidental.

O sucesso da franquia Pokemon, da empresa Nintendo, é um exemplo da popularidade da cultura japonesa no mundo ocidental.

Os aficionados pela cultura japonesa ganharam o apelido de “otaku” na internet. O que era um nome pejorativo adotado de uma revista de quadrinhos oriental (mangá), acabou sendo aceito pela comunidade. Hoje, grupos de “otakus” nas redes sociais se tornaram pontos de encontro para troca de experiências com a cultura japonesa. Em sites como o Central de Mangás você pode baixar mangás e animés japoneses, que tratam de conflitos de valores como honra, família, coragem e vingança, tendo como plano de fundo o Japão antigo, moderno ou até terras fictícias. Outro tipo de página muito procurada pelos simpatizantes são os sites de venda de artigos relacionados com a cultura japonesa. Na Loja Otaku, por exemplo, o internauta pode comprar bonecos, revistas, artigos esportivos e até réplicas de katanas – as espadas finas dos antigos samurais.

Apesar da capacidade de manter vivas tradições milenares, a cultura do Japão se transformou muito ao longo dos tempos. Sofreu grandes influências de toda a Ásia, da Europa, no processo de colonização e trocas mercantis, e principalmente influência dos Estados Unidos no último século. Um dos mais rentáveis frutos da influência americana na cultura japonesa, os videogames também ajudam a divulgar o Japão no enredo e na dinâmica dos jogos.

“Dou preferência sempre que vejo um jogo produzido por um estúdio japonês. Eles trabalham melhor os detalhes nas histórias, e os personagens”, relata o estudante de engenharia elétrica, Lucas Soares. Os jogos que se passam no Japão ajudaram o estudante a escolher o destino do seu intercâmbio no fim do ano: a cidade de Osaka. “Em jogos como Okami, Way of the Samurai, Genji você pode ter um contato com o Japão Feudal, ver de perto lugares reais, que gostaria de conhecer pessoalmente. Claro que analisei o potencial da experiência para minha vida profissional, mas gostar da cultura foi um diferencial na minha escolha”, analisa o futuro intercambista.

 

venda artigos

Artigos que exemplificam o choque cultural japonês: o passado milenar e o neocapitalismo.

Em Juiz de Fora, “I Japão Matsuri – Festival de Cultura Japonesa”

No último sábado, 14, a Praça Antônio Carlos era um pedacinho do Japão em Juiz de Fora. O festival “I Japão Matsuri” contou com barracas com comida típica, oficinas ligadas a cultura japonesa, venda de artigos da cultura japonesa e uma competição de cosplay – onde o fã se veste como seu personagem preferido. A ideia era desenvolver o festival em barraquinhas, simulando as feiras do bairro da Liberdade em São Paulo, referência nacional da cultura japonesa. ”Nos lançamos nesse desafio: divulgar a cultura oriental na cidade e criar cada vez mais oportunidades para o fã dessa cultura ter boas experiências em Juiz de Fora”, relata a organizadora do evento, Priscila Montini. Segundo a organização, festivais como este já acontecem há anos na cidade e levar a festa para uma praça foi uma maneira de ampliar a participação de toda a sociedade.

O  “I Japão Matsuri” contou com uma apresentação de tambores japoneses do grupo cultural  Kaminari Taiko, da cidade de Valença – RJ, confira um trecho da apresentação abaixo:

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: