Skip to content

Projeto leva concertos musicais a escolas municipais de Juiz de Fora

Vaninha Black, Postada em 16 de abril de 2014

Projetos que incentivam a Cultura local da cidade são mandados anualmente para a Funalfa, buscando apoio na Lei de Incentivo a Cultura, Lei Murilo Mendes.

Para haver a aprovação, os projetos passam por um processo, quem explica melhor como ele funciona é a coordenadora da Lei Murilo Mendes, Fernanda Amaral “ A pessoa se inscreve no edital, que abre uma vez por ano,que fica no site, é lançado um formulário e nele ela descreve o projeto”.

Ela ainda explica que existem três etapas até a aprovação final do projeto “ a primeira é a análise da documentação e depois da verificação, se tá tudo certo,essa análise é enviada para um consultor que dá uma nota para o projeto. Se a nota for acima de 80, segue para a última etapa em que a COMIC (Comissão Municipal de Cultura), decide se o projeto será beneficiado pela lei”

Vale lembrar que para a aprovação, não há limite de projetos, pois dependem da verba que a Funalfa recebe do governo. No ano passado foram 1 milhão de reais. Considerando os custos de cada projeto aprovado, a partir dessa premissa a comissão vai somando os valores e quando chega ao valor final, dão o resultado. Foram aprovados no ano passado 64 projetos.

Dentre eles está o “ Se essa nota fosse minha”, um projeto musical que se iniciou ontem.Fernanda lembra vagamente como foi a inscrição deste específico projeto “” Eles mandaram um vídeo do projeto feito em outra cidade para termos a noção de como que era o projeto, vimos que eles são músicos experientes e aprovamos”

Os músicos Luís leite e Maíra Delgado, são os responsáveis pelo projeto e ela explica o objetivo dele:“A idéia é realizar um projeto que promova o encontro da música erudita e popular. Levar música de qualidade, que não é tocada na rádio a esse público.” Artistas como Villa Lobos, J. S. Bach, Guinga,Luiz Gonzaga, Dilermando Reis, farão parte das apresentações

 

Serão 10 escolas da rede municipal da cidade. A escolha das escolas foi feita através de uma parceria com a secretaria de comunicação e o projeto Gente em Primeiro Lugar.

As apresentações serão feitas apenas neste mês e no mês de maio. Sobre a duração, Maíra lamenta, mas é otimista em relação a sua continuidade.

“Sim, adoraríamos continuar o projeto no segundo semestre, por isso o projeto buscará patrocínio para outras temporadas em editais culturais instituições de arte, cultura e educação, como Sescs, Sesis, entre outros.”

 

Anúncios
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: