Skip to content

Uma final bem brasileira

Além da disputa entre as tradicionais seleções da Alemanha e Argentina, em uma realidade paralela e desconhecida, dois torcedores que nem mesmo se conhecessem estarão, de certa maneira, remontando um grande clássico carioca através de sua torcida – e com o maracanã como palco

Por Rodrigo Gomes

9 de Julho de 2014

 

Ao se analisar as publicações da imprensa brasileira, o natural é encontrar um conteúdo quase que parcial direcionado e preparado para a torcida da seleção brasileira. Na última terça-feira, a goleada de 7 a 1 da Alemanha sobre o Brasil motivou milhares de publicações sobre a vergonha sentida diante à derrota da seleção canarinho. O impacto foi representado também nas redes sociais, onde torcedores incrédulos lamentavam ao comentar sobre aquele jogo que já se instalava como um dia trágico na memória do brasileiro.

Agora, o Brasil disputa o terceiro lugar com a Holanda, no sábado às 17 horas, no  Mineirão.
No Domingo, ocorre a final entre Alemanha x Argentina, às 16 horas, no Maracanã.

Para muitos a competição perdera a graça após o acontecido, porém outros que seguem tendo muitos motivos para seguir na torcida.
Leandro Ruhena, publicitário e flamenguista, conta que até o jogo pro Brasil vinha torcendo pela Alemanha por conta da identificação com as cores de sua camisa reserva, que foi inspirada no Clube de Regatas Flamengo.

“Nunca tinha torcido pela Alemanha, eles me conquistaram pela camisa mesmo, que por sinal ficou muito mais bonita que a do Flamengo”, comenta Leandro que, ao ser indagado por colegas de trabalho sobre a repentina empatia pela seleção alemã, respondeu: “Acima de tudo rubro-negro!”.

leandro ruhena

Leandro Ruhena divide paixão entre as cores da seleção e as de seu clube de paixão

Depois de comprar a camisa, começou a acompanhar e torcer pela seleção alemã. No entanto, o amor pela seleção brasileira sempre falou mais alto e não titubeou na seleção escolhida para o confronto entre as duas. Porém, conta que ainda teve certo desconforto na hora do jogo.
“Te confesso que ao começar o jogo me deu um mal-estar tremendo em torcer contra a camisa rubro-negra. Mas botei na cabeça que era um jogo contra o Sport-Recife ou o Vitória”, conta.

Leandro chegou até a levar a camisa da Alemanha para o jogo. Ele iria vesti-la para fazer brincadeira caso o Brasil fosse derrotado por um placar apertado, mas o choque foi tão grande que perdeu o espírito de humor.
Agora ele foca na torcida para a final entre a seleção Alemã contra os maiores rivais argentinos.
“Na final, o maracanã e a camisa rubro-negra são coisas que combinam muito bem”, comenta.

Do outro lado, quem não gosta nada dessa ideia é o estudante Carlos Phelipe, vascaíno e assumidamente torcedor da seleção Argentina.

10524454_10152264724287677_1907792081_n

Carlos Phelipe torce para o Tricampeonato da seleção da Argentina no Brasil

Apesar de brasileiro, ele conta que quando pequeno estudou com gêmeos argentinos que o influenciaram a torcer pelos hermanos, além da identificação forte que tem com a própria seleção e as cores da bandeira. A paixão é tão grande que aprendeu a cantar não só as músicas que a torcida argentina canta como também o próprio hino do país.
“Eu torço para a seleção argentina, não torço em hipótese alguma para a seleção brasileira. Eu trato eles como maior rival dentro de campo.”, comenta Carlos.

Sua atitude é contrariada por muitos que não compreendem o motivo de sua escolha. E como um autêntico torcedor da seleção argentina, não perde a chance de fazer provocações e piadas com a seleção brasileira – fato que o levou a ser trancado na varanda para não continuar assistindo o restante do jogo entre Brasil e Alemanha.

Apesar da dificuldade da resistência de todos, ele comenta que isso não não afeta em nada sua relação com amigos ou familiares.
“Tudo é levado na brincadeira, afinal eles ganham milhões e nós não ganhamos nada com isso”, finaliza.

Agora resta esperar para saber, quem dos dois irá terminar com um sorriso no rosto. A emoção vivida por cada um já é velha conhecida no coração destes torcedores que, na escolha pela sua torcida, rivalizam novamente.

Na edição deste ano, Flamengo e Vasco protagonizaram a final do Carioca 2014 no Maracanã, o mesmo estádio da final. Os rubro-negros saíram vitoriosos com um gol irregular aos 45 minutos do segundo tempo.

Será que a final entre Alemanha x Argentina também será uma partida polêmica como esta?
O que podemos esperar é que o Maracanã vai brindar a todos, com mais uma página de muitas emoções para a história do futebol.

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: