Skip to content

Boas ideias, grandes negócios

Lívia Saenz

Postado em 09/06/2014

Abrir uma empresa, começar um negócio, não está mais reservado a uma pequena parcela da população. A ideia de empreendedorismo vem se espalhando, e, cada vez mais, ideias inovadoras tem saído do papel.

Uma ideia na cabeça

Em Juiz de Fora novos negócios não param de surgir, e de diversas maneiras. As chamadas startups tem invadido  e mostrado o potencial empreendedor da cidade.

Um incomodo comum pode ser a oportunidade para um novo empreendedor criar um produto, uma solução. O aplicativo para celular, Fidelizapp foi criado dessa maneira.

1796472_512703185513442_1901541107_nCansada de ir em estabelecimentos com programas de fidelização (cartãozinho de papel), e perder ou esquecer o cartão, perdendo a oportunidade de acumular os pontos, Manoela Fiorentin, e seu sócio Yansey de Moraes, decidiram modernizar o sistema. A ideia foi criar um aplicativo que deixasse todos os cartões acumulados em um lugar só e com fácil acesso no celular.

Mas não é só de uma boa ideia que novos negócios são feitos. Segundo Manoela existem outros fatores que podem garantir o sucesso e a continuidade de um projeto. “Em um ambiente tão competitivo, a agilidade com a qual o empreendedor consegue corrigir os rumos de seu negócio define quão longe a empresa pode chegar.”

Muitas vezes esse é o motivo de um negócio não ir para frente. “Vemos muitas ideias inovadoras que não dão certo, pois as formas como são monetizadas geralmente não estão estruturadas de acordo com a evolução e execução do projeto.” comenta a empreendedora.

As vezes uma empresa pode começar dentro de outra, como é o caso da Guiando Telecom, que surgiu dentro de uma companhia siderúrgica.

Captura de tela 2014-06-08 15.18.07O empresário Rodrigo Schittini, trabalhava auditando faturas e começou a achar muitas oportunidades de redução de gastos nas despesas de telefonia da empresa. Ele percebeu então que essa era uma necessidade não suprida em diversas outras companhias e começou a transformar isto em serviço, criando uma empresa que já existe a sete anos.

Para Fernando Neiva de Paiva, sócio de Rodrigo na Guiando Telecom, o sucesso depende do esforço. “Não meça esforços, coloque todas suas energias mesmo na sua ideia, vire noites trabalhando e junte-se a pessoas que tem o mesmo sonho e a mesma disposição.”

Fernando acredita que todo esse esforço está gerando frutos em Juiz de Fora, com a presença de vários projetos participando de programas de aceleração de ideias do mundo todo. E esses programas são muitas vezes a solução e o impulso que muitas empresas precisam.

Aceleração de ideias

Um desses projetos é o SEED. Uma iniciativa do Governo de Minas onde serão selecionados os 40 melhores projetos de todo o mundo. Esses projetos irão receber, durante seis meses, capital para custear o desenvolvimento de uma versão lançável ou de pelo menos uma prova de conceito do seu produto ou serviço. Além disso são oferecidos um programa de mentoria sob medida, espaço de coworking e conexão com uma comunidade global de empreendedores. E duas empresas de Juiz de Fora foram selecionadas para o projeto: SemSenha.com e Qranio.

1426443_253109114838370_87427923_nO SemSenha.com foi criado para suprir a necessidade de um serviço, na maioria das vezes, muito mal oferecido para seus clientes: o acesso à internet dos estabelecimentos. Além de uma melhor qualidade de sinal, que tem se tornado um dos atrativos em estabelecimentos hoje em dia, os proprietários têm a possibilidade de fortalecer sua marca, estreitando a comunicação com seus clientes.

Para Alexander Leal, criador do SemSenha.com junto com Leonardo Pires, ser selecionado para o SEED foi como passar no vestibular, e um auxilio muito necessário já que a equipe é formada só pelos dois sócios. “Desde o início, fomos nós quem criamos toda a parte de desenvolvimento, criação, marketing do SemSenha.com, e acreditávamos que com o SEED, teríamos a oportunidade de preencher essa lacuna através das mentorias oferecidas e claro, do incentivo financeiro, que vai auxiliar muito no crescimento da empresa.”

Alexandre acredita que esses projetos ajudam a difundir a cultura empreendedora, dando o suporte material, físico, financeiro, além das mentorias para uma ideia sair do papel ou se aperfeiçoar.

393120_449061421851641_733708933_nA outra empresa selecionada pelo SEED, a Qranio,  já tem presença no mundo todo. O Qranio é um site de perguntas e respostas onde é possível acumular pontos e trocar por produtos. No momento são mais de um milhão de usuários inscritos e o site possui versões em português, português de Portugal, inglês e espanhol.

Samir Iasbeck de Oliveira, criador da Qranio, é um dos embaixadores do SEED e explica o que é avaliado na hora da escolha das empresas para o projeto. “O principal item avaliado pelo SEED é o time que está propondo a ideia/projeto e se eles tem realmente capacidade de realizar e se terão o comprometimento, mas também avaliarão a ideia, o modelo de negócio e outros fatores, tudo mediante um simples formulário que o empreendedor proponente encontrará no site.”

Mas para Samir ainda existe um bom caminho pela frente. “Acredito que a adesão de empresários da região ainda seja pequena dentro do potencial que temos, pois ainda não conhecem o que é ser uma Startup e nem muito menos os benefícios e a linhas de Investimento para fazer isto acontecer.”

Anúncios
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: