Skip to content

Correndo atrás do prejuízo: número de alunos em academias dobra próximo ao verão

DSC03299

Sérgio Capprizary

Publicado em 09/10/2013

A cada ano que passa os juiz de foranos buscam mais as academias de ginástica, e os motivos são os mais variados: condicionamento físico, corpo escultural, vida saudável, ou esporte. E, para atender todo esse público, hoje Juiz de Fora é a segunda cidade de Minas Gerais em número de academias, com cerca de 170 estabelecimentos, segundo o Conselho Federal de Educação Física.

As épocas de maior procura por atividades físicas são entre janeiro/março e agosto/novembro. De acordo com Mônica Menezes, gerente de uma das principais academias da cidade, esse aumento ocorre porque as mulheres estão se preparando para o verão, focadas em alcançar o corpo que consideram ideal. “As jovens e adolescentes procuram a academia principalmente pelo culto ao corpo, a grande necessidade de se adequarem aos padrões da mídia, colocarem seus biquínis sem medo de passar vergonha.” explica.

Com isso, para as academias, é colocado o desafio de conquistar os alunos e mantê-los na prática regular de exercícios após a temporada, para no próximo verão, agregar ainda mais usuários, crescimento que tem se tornado rotineiro nos últimos anos. Segundo dados da Acad, o Brasil ocupa o segundo lugar no ranking de países que mais possuem academias, com 18.195 empreendimentos,  atrás apenas dos Estados Unidos, que soma 29.890. Aqui, segundo a associação, juntas essas academias reúnem 5,4 milhões de alunos, número que em relação a 2010 cresceu quase 15%, época que somava cerca de 4,7 milhões.

É no sentido de aproveitar a disposição trazida pela volta do calor e de se preparar para as viagens de fim de ano que a farmacêutica Fabiana Amorim, 25 anos, voltou à academia após uma pausa de quase dez anos. “Preciso praticar exercícios por conta de problemas de saúde”, conta ela que pretende melhorar seu condicionamento físico e solucionar dores nas costas. “Além é claro de estar em forma quando vestir um biquíni na praia.”

O professor em Educação Física, Guilherme Pimentel, confirma esse aumento de números de novos alunos no período próximo ao verão, mas alerta para o cuidado com essa busca de resultado em curto espaço de tempo. “Certamente acontece um crescimento pela procura das academias, na nossa academia é quase 50% de aumento. Na estação de inverno as pessoas ficam um pouco mais recuadas, e neste período existe a preocupação com a parte estética, pois os corpos serão desfilados na estação de verão. Mas tem que se ter muito cuidado para não exagerar nas cargas e na frequência, principalmente para quem nunca malhou antes ou esteja a muito tempo parado.”, diz Guilherme.

Veja uma matéria sobre o tema

A universitária Lia Rezende, malha a quatro anos e vê durante os meses que antecedem o verão o surgimento de novos praticantes relâmpagos. Para ela o exercício já se tornou algo que ultrapassa o desejo de um corpo dos sonhos e acabou virando uma necessidade dentro da sua rotina.

Alimentação é fundamental para ter um corpo bonito no verão.

A6-principal

Muita gente passa o ano inteiro se preparando para o verão, principalmente com uma alimentação mais restrita aliada aos exercícios físicos. Mas os cuidados devem permanecer na estação mais quente do ano, especialmente com o que se come. Alimentos ricos em gorduras e o excesso de carboidratos devem ser evitados.

Outro cuidado é com o que se bebe. Quem não consegue ingerir muita água pode optar pelos sucos. E atenção para quem não dispensa aquela cervejinha no fim do dia: bebida alcoólica é caloria vazia, engorda, e não te traz nenhum benefício.

A nutricionista Evelyne Rocha, pós-graduada em nutrição esportiva, atende em Juiz de Fora a cinco anos e diz que todos os anos a procura de mulheres nesse período aumenta consideravelmente. Evelyne dá algumas dicas sobre alimentação ideal para esse período.

“Devemos sempre optar por alimentos leves, de fácil digestão e ricos em água, como saladas, frutas, sucos,  legumes refogados,peixes, carnes magras, dentre outros. Devemos ter cuidado com frituras, alimentos industrializados ricos em sódio, excesso de carboidratos. Devemos ter uma alimentação rica em vitaminas e minerais. Temos que cuidar com o excesso de sal pois no calor a tendência à retenção hídrica é maior e com o excesso de sal isso só piora, sem falar nos danos que o excesso de sódio causa para a saúde. Temos que buscar ingerir mais sucos, chás e água para repor a água e minerais perdidos pela transpiração. “

Veja no video abaixo mais algumas dicas de alimentação para a época mais quente do ano

Anúncios
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: