Skip to content

O número de mulheres empreendedoras cresce no Brasil

Segundo dados do Sebrae, o número de mulheres que querem ter o seu próprio negócio cresce muito no Brasil. Cerca de 30 a 35% das seis milhões de micro e pequenas empresas existentes no país são lideradas por mulheres. Contudo, entre os novos negócios, a participação das mulheres chega a 49,6%.

Marina Amaral, 54, abriu seu próprio salão de beleza há 10 anos e explica o porquê de ter optado pelo empreendedorismo: “Eu me aposentei do serviço público e precisava de um emprego, mas ninguém quer contratar uma mulher de 40 anos de idade, então resolvi arriscar e começar ago novo.” A empresária explica que se qualificar e fazer um bom plano de negócios é essencial para que você seja de fato uma concorrente de peso no mercado.

Conciliar o trabalho com a família e as tarefas domésticas é um problema enfrentado por muitas mulheres atualmente, e em relação aquelas que se arriscam no empreendimento a situação é ainda pior. Marina conta como conseguiu vencer esse desafio: “No início era muito difícil, eu não tinha tempo pra nada, trabalhava até tarde, e acabava deixando minhas duas filhas e meu marido um pouco de lado. Eles me apoiaram muito e entenderam esse momento, isso foi fundamental. Com o tempo, acabei sabendo dividir melhor meu tempo.”

De acordo Patricia Travassos, produtora da série Mães S/A, que foi ao ar pelo Fantástico, um forte motivo que tem impulsionado o empreendedorismo feminino é a maternidade. Pois empreender exige um trabalho árduo, mas que permite uma flexibilidade maior de horário, e as mulheres querem ter mais tempo com seus filhos. No entanto, o sociólogo Leonardo Alcântra fala que talvez esse objetivo não se cumpra. “A grande questão é que apesar da maior maleabilidade de horário, o empreendedorismo ocupa muito mais o tempo da pessoa, faz com que ela acabe levando trabalho para casa, e a maleabilidade de horário não adianta muita coisa. Adiantaria se houvesse uma maior distribuição das tarefas realizadas em casa, mas a maioria delas ainda é feita pelas mulheres.”

O sociólogo explica que essa mudança no cenário do mercado de trabalho, com o maior número de mulheres empreendedoras, é fruto de um processo que começou há muito tempo, e que tem transformado o papel da mulher dentro da sociedade ocidental.

Ouça aqui a explicação do sociólogo.

O superintendente do Sindicomércio em Juiz de Fora, Sérgio Costa, conta que na cidade a situação não é diferente . “É notável que tem havido um grande aumento no número de mulheres abrindo seus próprios negócios na cidade, e isso mostra que elas são tão capazes quanto os homens, que elas realmente tem conquistado seu espaço.”

Outro ponto interessante da pesquisa é que os negócios liderados por mulheres possuem uma taxa de sobrevivência maior e já há linhas de financiamento específicas para promover o empreendedorismo feminino. A agência IFC (International Finance Corporation) , braço do Banco Mundial para projetos privados, anunciou que destinará R$ 1 bilhão (US$ 470 milhões) à expansão do acesso ao financiamento para pequenos e médios negócios tocados por mulheres no Brasil. Os recursos serão repassados pelo Itaú.

Gihana Fava, fundadora da E-Dialog Comunicação Digital, iniciou seu empreendimento assim que saiu da faculdade. Gihana acredita que esse melhor desempenho das mulheres é normal pela necessidade de conquistar espaço no mercado. “É claro que pelo histórico recente dessa abertura e maior aceitação da mulher em posições de liderança no mercado, faça com que nós cheguemos com mais vontade de provar que somos capazes de fazer dar certo.”

317002_303618049651955_1653444568_n

Marina Amaral – empresária

Anúncios
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: