Skip to content

O espetáculo do 3D: e os malefícios que ele pode causar

3D 1

A tecnologia 3D não é exatamente uma novidade (já figura entre projetos de produção audiovisual há algumas décadas), mas há pouco tempo que essa técnica caiu no mercado cinematográfico concretamente (e depois até nas TVs).

O que a indústria não divulga é que essa tecnologia não passa  despercebida pelo nosso organismo. Os olhos sentem (em alguns casos, sentem muito) a interação diferente com a imagem.

Muitos estudos têm sido feitos em relação aos efeitos do 3D para o espectador. Já se sabe que pessoa com distúrbios neurológicos, labirintite e epilepsia podem deixar salas de cinema direto para o consultório médico: a desestabilização da imagem pode desencadear tonturas e outros tipos de efeitos negativos. Pessoas com astigmatismo, que já tem uma dificuldade natural de focar imagens, e fotofóbicos, que se incomodam com as variações de luz, devem tomar cuidado também.

Imagens 3D geralmente não são sugeridas para menores de 7 anos, que ainda estão com os tecidos visuais em desenvolvimento.

Algumas pesquisas já apontaram que o cansaço visual causado pelo 3D é 10 vezes maior que o provocado pela exposição à uma tela de computador. Isso acontece pois temos o trabalho de focar imagens em “profundidades” diferentes (as que saltam aos nossos olhos e as imagens em 2D comum).

Outro problema é a questão da higienização dos óculos. Como eles são compartilhados, podem oferecer esses riscos, se o cinema não toma os devidos cuidados.

Por outro lado, estudos feitos pelo Centro de Visão da Universidade de Sydney dizem que a imersão à tecnlogia 3D, desde que não seja por um período muito longo de tempo (mais que algumas horas de um filme, por exemplo), não causa prejuízos sérios à saúde. O limite seria de 3 horas.

3D 2

Especialistas afirmam que se a TV ou cinema 3D são vistos à uma distância segura, a tecnologia tridimensional não deve afetar negativamente o espectador. Têm sido divulgado que a TV 3D tem uma vantagem sobre o cinema 3D, pois a imagem dela diminui a quantidade luz e imagens do vídeo, e por isso, causa menos cansaço.

Não se expor muito tempo ao vídeo 3D, manter uma distância confortável da tela, tomar cuidado com a higienização dos óculos e se manter em dia com a saúde visual são algumas das dicas para evitar os malefícios do 3D. Outra dica é esperar alguns momentos depois que um filme acaba, por exemplo, para que os olhos se acostumem com “imagens normais” novamente. É bom até fechar um pouco os olhos para acomodar a visão.

 

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: