Skip to content

Cesta básica está mais cara em Juiz de Fora

Puxada pelos alimentos, inflação sobe em março | Foto: Pedro Miranda

Puxada pelos alimentos, inflação sobe em março | Foto: Pedro Miranda

por Pedro Miranda – publicada em 14/4/2014

A cesta básica está custando R$ 275,26 nos mercados de Juiz de Fora, segundo a Secretária de Agropecuária e Abastecimento (SAA).  Na semana passada, a cesta custava R$ 267,25. O aumento registrado pela pesquisa é de R$ 7,75, ou seja, 2,9%. Quem está sentindo no bolso esse aumento é o consumidor. Para comprar a cesta básica, é preciso gastar 41,33% do salário mínimo, o que equivale a 12 dias de trabalho. Para uma família de quatro pessoas, conforme o cálculo do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos, o Dieese, e da SAA, o gasto é de R$ 825,78.

A dona de casa, Maria José, faz compras todos os dias, sempre de olho nas melhores ofertas. Segundo ela, é preciso estar atento as promoções e variação dos preços a cada dia. “Procuro sempre os produtos que estão anunciados no dia. Se a promoção for boa, vale à pena comprar um pouco mais para guardar, porque hoje as coisas estão mais caras”, afirma.

O aumento da cesta básica em Juiz de Fora segue a tendência nacional. Na semana passada, o salto nos preços dos alimentos foi responsável por mais da metade da taxa do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em março. O grupo Alimentação e Bebidas registrou um aumento de 1,92%, o equivalente a uma contribuição de 0,47 ponto porcentual ou 51% da variação de 0,92% do IPCA no mês, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A estiagem prejudicou as lavouras, impulsionando o preço de produtos importantes na cesta básica do consumidor. O tomate ficou 32,85% mais caro no mês. A batata inglesa subiu 35,05%, o feijão carioca aumentou 11,81% e hortaliças e verduras tiveram elevação de 9,36%. Em fevereiro, o grupo Alimentação e bebidas havia registrado alta de 0,56%.

Batata inglesa é a vilã da vez

IMG_20140413_143939

A batata inglesa subiu 35,05% em março | Foto: Pedro Miranda

De acordo com Julio Alvarenga, responsável pela pesquisa da SAA, sempre quando há variação no preço da batata e do tomate, isso acaba afetando o preço da cesta, porque são produtos muito consumidos. Nesse mês a grande vilã foi à batata inglesa que registrou variação de mais de 35% no valor. “Qualquer variação, principalmente, no tomate, batata e banana, faz com que a cesta vá ou muito alto ou baixo”, conclui.

Minas Gerais é o maior produtor de batatas do Brasil, porém sofreu com a estiagem do início do ano, o que afetou não só a quantidade, mas a qualidade do produto. Para o coordenador de pesquisas da SAA, esse foi o grande motivo do aumento no preço. “São produtos muito sensíveis e que sofrem com muita chuva ou pouca chuva, então essa variação acaba maior ou menor.”

Cesta básica regional também sobe

Em outra pesquisa realizada pela SAA, na última sexta-feira, o preço total da cesta básica regional foi de R$ 274,37. A cesta regional é composta pelos produtos da cesta nacional, estabelecidos pelo Dieese, porém, conta com produtos que são característicos da região de Juiz de Fora. Assim como a cesta comum, a regional também aumentou. O crescimento registrado foi de 1,54% em comparação com a semana anterior, o que reflete um acréscimo real de R$ 4,15. Os produtos que apresentaram as maiores diferenças de preço, para mais, foram a batata inglesa (19,51%), o fubá (13,24%) e o ovo branco (12,02%). Na comparação com o mês anterior, a diferença é mais que o dobro desta semana, R$ 8,39. Em 13 de março, a regional custava R$ 265,98.

%d blogueiros gostam disto: