Skip to content

A oportunidade de fazer disciplinas em outros cursos expande a visão do aluno da UFJF

Uma prática comum na Universidade Federal de Juiz de Fora é a de fazer matérias em outros cursos além do seu. Essa possibilidade é uma oportunidade de o aluno ampliar seus conhecimentos gerais, abranger suas áreas de interesse e complementar sua graduação. A coordenadora do curso de Comunicação Social, Letícia Torres, afirma que
na Facom o maior intercâmbio é com o Instituto de Artes e Design (IAD). “O IAD tem uma variedade enorme de matérias relacionadas ao cinema e às artes visuais, o que atrai os estudantes de comunicação interessados nessa área”, explicou Letícia. A demanda de alunos do IAD para o curso de comunicação é tão grande quanto o inverso, e o motivo é o mesmo: a relação e a complementação que as áreas tem entre si.
Letícia Torres, além de coordenadora do curso é professora da disciplina de Publicidade, que sempre bate recordes de alunos de fora. “A procura pela disciplina se deve ao fato de que é a única matéria de publicidade na UFJF, e essa é uma disciplina de autodemanda, ou seja, Juiz de Fora tem capacidade para formar um curso de publicidade”, afirmou.
O aluno da Faculdade de Comunicação, Rômulo Rosa é veterano na arte de fazer disciplinas extras. “Puxei Cinema brasileiro, Política II, Fotografia instrumental, Documentário e Fotografia e vídeo, sendo a maioria das matérias no IAD. Acho importante puxar disciplina para conhecer outras coisas, aproveitar a oportunidade de expandir os conhecimentos. Principalmente no campo da comunicação, que é bem amplo, é interessante conhecer várias possibilidades, para aumentar o senso crítico, ver pela própria experiência o que é interessante para cada um. Fazer outras matérias só acrescenta e enriquece”, afirma o estudante.

1459729_779133158778865_500565911_n
A grade curricular do curso de comunicação se modificou, e Letícia afirma que no quesito jornalismo básico a grade supre as necessidades, mas que seria interessante aumentar algumas disciplinas específicas “Se nós fôssemos colocar todas as disciplinas que consideramos importantes o curso teria dez anos, porque muitas fazem a diferença de fato. Uma das diferenças da nova grade foi aumentar o número de matérias relacionadas à assessoria de imprensa, que antes tinha apenas uma e agora  quatro”, explicou a coordenadora.
O aluno do curso de arquitetura Luiz Pereira costumava puxar disciplinas na comunicação diferentes das usuais. “Puxei Planejamento Gráfico porque tem relação com a minha área, de desenho, calcular milimetricamente… sei que não é muito parecido, mas me ajudou bastante e facilitou alguns processos na arquitetura, como a compreender melhor a diagramação das pranchas de arquitetura e a combinaras coisas e sentido de leitura. Gostei tanto da disciplina que entrei como voluntário em uma bolsa de iniciação científica com o professor da matéria, Jorge Felz”, afirmou Luiz.

1237680_4195514823035_1829055414_n
Para fazer disciplinas em outros cursos é necessário que o aluno compareça à coordenação no dia marcado para isso e o coordenador do curso o matricule na disciplina desejada. O critério de seleção é a ordem de quem chegar primeiro, e esse processo é popularmente chamado de “cestão”.

Anúncios
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: