Skip to content

Casas de café da cidade apostam em um ambiente mais sofisticado

Nathália Corrêa

Postado em 30 de outubro de 2013

café-capa

Seja na parte da manhã, no fim da tarde ou no meio do expediente, há sempre os amantes de café que não dispensam uma xícara, acompanhada de um bom papo. Se você é uma dessas pessoas, saiba que você não está sozinho. O consumo de café por pessoa tem aumentado no país. De acordo com os dados da ABIC (Associação Brasileira da Indústria de Café), o Brasil é o segundo maior consumidor de café e o responsável por cerca de um terço da produção mundial .

Foi no estado de Minas Gerais que o café começou a ser cultivado no Brasil. A região ainda é a que mais produz café no país, correspondendo a metade da produção nacional. No áudio abaixo, o historiador Vitor Ramos, explica um pouco a história do café no Brasil e a tradição do café mineiro.

E como bons mineiros que somos, os apreciadores de café de Juiz de Fora estão ganhando mais opções de ambientes para fazer aquele intervalo no meio da tarde e mais variedades na escolha da bebida. As casas especializadas em cafés têm se tornado mais frequentes na cidade.

País do Açúcar

Começar pelo canudo,
passar ao branco pastel
de nata, doçura em prata,
e terminar no pudim?
Pois sim.
E o que bóia na esmeralda
da compoteira:
molengos figos em calda,
e o que é cristal em laranja,
pêssego, cidra vidrados?
A gula, faz tanto tempo,
cristalizada.

Quem entra no Bendito, café e restaurante da cidade, se depara logo de cara com a poesia do mineiro Carlos Drummond de Andrade, se referindo aos doces típicos do país tropical. E essa mesclagem de poesia com café criam uma nova tendência nas cafeterias da cidade,bendito-café que se preocupam em criar um novo ambiente, pensando na comodidade e satisfação do cliente. A proprietária do café Bendito, Patrícia Vaz Duque, conta que com um pouco mais de um ano de existência, o café busca seu diferencial nos detalhes. Ela fala que a casa é bem cuidada, cada pequeno elemento foi pensado e eles prezam muito pela qualidade no atendimento e nos produtos. Para a inspiração na decoração do local, Patrícia explica que visitou junto com sua sócia, Karla Silva Campos, vários lugares em São Paulo, no Rio e Curitiba para conhecer um pouquinho de cada coisa em cada lugar e trazer para Juiz de Fora. “Acho que esse ambiente mais lúdico deixa as pessoas mais a vontade, elas se sentem mais em casa”, conta Patrícia. No Bendito, os cafés mais procurados são o café expresso tradicional e o cappuccino com mel. O cardápio da casa é bem amplo, vai desde diferentes tipos de cafés, combos de cafés e chá da tarde, a sanduíches, saladas, risotos, massas e doces.

Aberto há um pouco mais de dois anos, o café Josephina aposta na experiência e no detalhe. Leonoardo Menezes, proprietário da casa, explica que as pessoas costumam passar pelo café para encontrar com elas mesmas, dar uma pausa na rotina e apreciar um café, renovando energias pra encarar o resto do dia. Ele explica melhor no áudio abaixo, sobre essa característica diferenciada que o Josephina agrega de não ser apenas um lugar para se consumir o café, mas também  para promover o encontro. Confira!

Outra característica do Josephina é a mistura de culturas. Leonardo explica que a casa apresenta um mix da cultura brasileira mineira com um pouco da cultura francesa e americana. Ele conta que quis trazer o melhor desses lugares para a casa. Os cafés mais josephina-caféprocurados no Josephina são o expresso, cappuccino romano e o café coado. A casa também oferece cafés gelados, bebidas e drinks à base de café. E para manter a tradição mineira, a casa não deixa escapar no cardápio, a broinha de fubá e o pão de queijo. Sem mencionar a variedade de Cupcakes que a casa possui.

O mercado de café no Brasil cresce 20% ao ano, e esse crescimento acaba refletindo tanto na lavoura como nos produtores, na exportação e também nas cafeterias. Leonardo acredita no potencial da cidade para o ramo do café. Ele  explica que o público apreciador de café precisava de uma casa, um lugar diferente para apreciar e degustar não só novos cafés, como também, novas bebidas. “As pessoas entendem que o café, ele é muito mais que uma bebida. Ele é um ritual, ele é um encontro, ele é paz, quietude, interior. Então, o café traz muito isso. É uma bebida muito forte”, descreve.

Dessa nova tendência de cafeterias que estão surgindo na cidade, o café Donuts é o mais antigo. Funcionando em Juiz de Fora há três anos,cafe-donuts-andino o café é um franquia de São Paulo, que veio trazer uma novidade para a cidade. Rita Monteiro, responsável pelo setor financeiro do café, explica que a Swami Bittar, dona do Donuts, tinha a proposta de mostrar uma coisa diferente para Juiz de Fora, ao infiltrar o Donuts na cidade.

O cardápio da cafeteria traz diferentes especialidades, desde almoço a diversos tipos de doces. Porém, o ponto forte do café é o famoso Donuts. Rita explica o que é o doce. “O Donuts é tipo um bolinho e por dentro ele tem um recheio. Tem vários sabores: bavarian, doce de leite, chocolate e tem uma rosquinha que ela não tem nada, ela só é doce por cima. Por dentro é igual a uma rosca seca. Ele é bem gostoso”, admite.

A casa possui muitas variedades de cafés. Entre elas estão o tradicional Cappuccino, o Andino – um café mais trabalhado, que fica bonito aos olhos- o Café Cremoso e o café Menta –  um café que vem com uma bebida quente dentro.

Apesar do aumento do consumo de café no país e da abertura de novas casas no ramo aqui na cidade, Rita considera as cafeterias um negócio complicado de consolidar em Juiz de Fora. Ela conta que a cidade ainda não está preparada para esse tipo de coisa. “Geralmente em cidade grande, chega gente, senta, conversa e aqui ainda não tem isso. As pessoas ficam com medo de entrar, porque acham que a loja é muito chique e não é isso. O pessoal passa, olha, mas às vezes eles não entram, porque eles têm medo, eles acham as coisas aqui muito caras, mas não é. O costume da pessoa, ainda não é o costume daqui. Então, a gente está tentando vê se reergue isso aqui, mas tá meio difícil o pessoal aceitar”, diz.

E se você ficou com vontade de tomar aquele cafézinho fresco e quentinho, a gente deixa uma mostra do Café coado na mesa, servido na cafeteria Josephina, pra te deixar ainda com mais água na boca. Confira no vídeo um dos cafés mais tradicionais de Minas.

Veja na galeria abaixo, as fotos dos Cafés da cidade.

Anúncios
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: