Skip to content

Perspectivas: Os desafios de JF para emplacar o crescimento econômico

Por Matheus Furlani,

Postado em 14/04/2014

Atualizado às 15:00h

As pesquisas econômicas são importantes variáveis que permitem mensurar as projeções de uma determinada conjuntura econômica, ou seja, os rumos prováveis da economia de determinado país, estado ou cidade e isso tem efeito direto na vida das pessoas. Apesar da dificuldade de compreender as variáveis econômicas e suas possibilidades, seus efeitos práticos na vida das pessoas são bem notáveis.

Na última quinta-feira, a notícia do pedido de exoneração do cargo da diretora de pesquisa do IBGE Márcia Quintslr, que não concordou com a decisão de interromper a pesquisa do Pnad Contínua (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua), gera alguns questionamentos. A Pnad Contínua é a principal pesquisa econômica que mede em nível nacional, os principais indicadores do mercado de trabalho, entre eles: taxa de desemprego, nível de ocupação, população economicamente ativa e população economicamente desativa. O último resultado divulgado, referente ao último semestre de 2013 apresentou uma taxa de desemprego em volta de 6,3% e a próxima divulgação seria no mês de junho deste ano. Entenda sobre como é mensurada os dados da pesquisa Pnad Contínua aqui.

Curiosamente, em 2014, ano da Copa do Mundo e sobretudo ano de eleições presidenciais, foram suspensas até janeiro de 2015 o resultado da pesquisa do PNAD bem como a pesquisa Mensal do Emprego (PME). Segundo o IBGE, as pesquisas foram suspensas por questionamentos feitos por parlamentares que tem por objetivo rever a metodologia da coleta de cálculo e renda domiciliar per capita, que tem relação direta com a distribuição de recursos aos estados, por meio do Fundo de Participação dos Estados (FPE). De acordo com a legislação, estados com renda per capita mais elevada podem receber fatias menores de recursos do FPE.

Neste contexto econômico, Juiz de Fora busca estratégicas para melhorar cada vez mais o ambiente de negócios na cidade. Segundo o secretário de desenvolvimento econômico, geração de emprego e renda de Juiz de Fora André Zuchi o atual momento econômico do país é “de baixo crescimento econômico mas em função de medidas de apoio e atração de empreendimentos marco regulatórios e incentivos fiscais, a cidade atraiu e recebeu  investimentos nos últimos anos”. Para o Secretário, Juiz de Fora deve estimular sempre um bom ambiente de negócios que possa estimular pequenas e médias empresas a crescerem, por meio de medidas de desburocratização.

Outro projeto para aumentar o emprego na cidade é o estabelecimento do parque tecnológico .É uma parceria com a Universidade Federal de Juiz de Fora para buscar empresas de base tecnológica para o município. “Estamos trabalhando para ampliar a lei de incentivo( lei de TI) para reduzir o ISS com o objetivo de criar um ambiente favorável e melhorar a qualidade do emprego e o salário médio na cidade”, comenta o secretário. Com o parque tecnológico a cidade ficará dividida entre a parte da indústria de base, um comércio e serviço fortes com dois grandes shoppings centers e o parque tecnológico. Com essa matriz, a proposta é melhorar a qualidade e as oportunidades de empregos na cidade. Assista a entrevista completa.

A dificuldade de se inserir no mercado de trabalho já é algo latente em todo o país e Juiz de Fora não é uma exceção. O recém formado bacharel de Direito Róbson Oliveira conta das dificuldades de se encontrar um emprego na cidade, especialmente na sua área. “O mercado está totalmente saturado, são muitos e muitos escritórios de advocacia espalhados por toda a cidade e a demanda não acompanhou. A competição é muito alta e os salários acabam caindo muito”, comenta.

Para quem procura o emprego, uma opção e acessar o portal JF empregos  um serviço da prefeitura que busca unir quem está precisando de um trabalho com a oportunidade de emprego. O site atende pessoas do primeiro, segundo e terceiro graus de escolaridade, bem como os assistidos da prefeitura, pró jovem urbano ou bolsa família e também deficientes físicos.  O site liga estas pessoas a um sistema que é mais rápido e dinâmico e tem gerado uma taxa de sucesso por volta de 32%.

Anúncios
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: