Skip to content

Redes sociais impulsionam ações por consumo consciente

Feira de trocas online é um exemplo de alternativa às compras tradicionais

por Carina Scaldini

Publicado em 14/08/2013

Página da feira de trocas e doações na rede                  Foto: Carina Scaldini

O grupo Feira Alternativa JF foi criado no Facebook para promover trocas e doações entre as pessoas. A iniciativa é recente, mas em pouco tempo conquistou centenas de integrantes e chama a atenção para novas possibilidades de consumo e para o poder de realização das pessoas na rede.

As redes sociais são um campo fértil para a criatividade, compartilhamento de ideias e aproximação de pessoas com interesses em comum. Só no Facebook existem diversos grupos para discutir os mais variados assuntos – desde uma festa de aniversário até a organização de um protesto, por exemplo – e por vezes chega-se a atividades práticas. É o caso do Feira Alternativa JF.

De acordo com uma das fundadoras, a tradutora Irene Pontes, o grupo foi criado há cerca de um mês, por pessoas veganas e que vinham discutindo formas de consumo alternativas ao que a economia tradicional propõe – a troca de um produto por dinheiro – e estimula, a compra, muitas vezes, de coisas que as pessoas não precisam realmente.

CAM00147

Exibição de objetos para troca no grupo Foto: Carina Scaldini

Segundo Irene, o grupo vem dando resultados positivos. Algumas trocas e doações já foram feita  e o sistema vem fazendo as pessoas repensarem sua relação com os objetos que já possuem e os que desejam adquirir, já que o processo da feira é mais lento.

Ouça a entrevista completa sobre a feira de trocas e doações realizada pelo grupo no Facebook

 

 

 

 

 

Importância da rede

O integrante do coletivo Manifesta – que trabalha em defesa do meio ambiente – Guilherme Imbroisi, acha que as redes sociais são grandes meios de criação e promoção de ações alternativas. Ouça a entrevista:

Guilherme afirma também, que a a feira de trocas e doações pelo Facebook tem dado certo, mas que “é uma ideia sem público formado na cidade” e pelo Facebook esse público está sendo formado, “possibilitando que pessoas descubram sobre esta antiga, mas nova forma de circulação de riquezas”

com toda a certeza essa ainda é uma ideia sem publico formado na cidade e pelo facebook estamos formando esse publico descobrindo pessoas e possibilitando que pessoas descubram sobre esta antiga mas nova forma de circulação de riquezas o facebook ajuda sim com toda a certeza pois possibilita que pessoas vejam fotos e debatam sobre suas trocas de forma menos desgastante e alem de tudo aproxima pessoas para que no dia em que algum encontro fisico acontecer as pessoas ja estejam por dentro da proposta

Consumo consciente

O consumo consciente busca um equilíbrio entre a aquisição de produtos e os impactos desse processo na economia, no meio ambiente e na sociedade. Saiba mais aqui e aqui.

Pela rede 

Sites promovem escambo on-line

Conheça o WinWe, a rede social do escambo 

Anúncios
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: