Skip to content

Aumento da tarifa assusta usuários e não favorece taxistas

Publicada por Daniela Ananias, em 01/04

Ponto de táxí na Praça do São Mateus, um dos mais movimentados do centro.

Ponto da Praça do São Mateus, onde a espera em dias comuns não passa de 5 minutos, segundo os taxistas.

A partir desta semana o Instituto de Pesos e Medidas começa a ajustar os taxímetros de Juiz de Fora de acordo com a nova tarifa. O reajuste, que é feito anualmente, irá computar um acréscimo de 6,06%, o que resulta em um aumento de apenas 16 centavos, a bandeirada irá subir de R$ 4,16 para R$ 4,34. As tarifas dos quilômetros um e dois sofrem alteração de R$ 2,08 para R$ 2,17, e de R$ 2,49 para R$2,60, respectivamente. A hora parada passa a custar R$19,42, quando atualmente, é de R$18,62.

Muitas reclamações já são feitas em relação ao aumento. “O serviço em Juiz de Fora é de péssima qualidade. Não é justo com o usuário aumentar o preço diante desse péssimo atendimento oferecido”, argumenta Otávio Campos, professor que usa quase diariamente o serviço. A dona de casa, Maria Dias, também não concorda com o aumento:”esperamos durante horas para conseguir um táxi no centro e ainda temos que pagar cada dia mais caro? Antes de cobrar mais de nós, eles têm que aumentar a frota e qualificar o serviço“, destaca Maria.

Diante da insatisfação dos juizforanos os motoristas lembram que o grande entrave para a eficiência da rede é o caos no trânsito. “Nossa frota é suficiente, temos que melhorar o tráfego na cidade. Não adianta colocar mais carros para ficarem parados no engarrafamento. Também temos que trabalhar na melhor distribuição dos pontos, para cobrir maior território”, explica o Presidente do Sindicato dos Taxistas, Aparecido as Silva.

Motorista de táxis mais de 20 anos, Luiz Henrique Pedreti também questiona o aumento: “um aumento como esse não reflete a nossa necessidade. Mensalmente temos um alto custo de manutenção dos veículos, seguro e aluguel do rádio. O valor de um pneu ou da gasolina, por exemplo, aumentam a cada dia, vemos todos os motoristas reclamarem disso. Se para quem usa o carro apenas para transitar o aumento já é ruim, imagina para nós que trabalhamos com o veículo.  Os usuários de táxis tem que entender que esse aumento é necessário”, comenta Luiz Henrique.

Para o colega de Luiz Henrique, Manuel Guedes, o aumento pode até refletir negativamente. “As pessoas se assustam quando leem que houve aumento, mas nem mesmo sabem de quanto foi. Acho que isso pode acabar fazendo nossos passageiros evitarem o uso dos táxis e acabarem prejudicando nosso faturamento“, completa o motorista.

O taxista Manuel Guedes, insatisfeito com o aumento.

Manuel Guedes se diz insatisfeito com aumento.

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: